18 de jan de 2011

Nova guerra


e pensar que, depois que eu me for,
haverá mais dias para os outros, outros dias,
outras noites.
cães andando, árvores balançando
ao vento
não deixarei tanto.
algo para ler, talvez.
um rebelde na estrada
devastada
Paris às escuras

Buk - Memorias de um velho safado.

Nenhum comentário: