11 de out de 2010

Tão louco como sempre fui.

Bêbado e escrevendo poemas as 3 da manhã o que importa agora é mais uma boceta apertada antes que a luz se apague bêbado e escrevendo poemas as 3h15 da manhã algumas pessoas me dizem que sou famoso.
o que estou fazendo sozinho bêbado e escrevendo poemas as 3h18 da manha?
Sou tão louco quanto sempre fui eles não entendem que não parei de me pendurar pelos calcanhares da janela do 4 andar - eu ainda o faço agora mesmo aqui sentado ao escrever estas linhas estou pendurado pelos calcanhares vários andares acima: 68, 72, 101, a sensação é a mesma: implacável, banal e necessária.
Aqui sentado bêbado e escrevendo poemas as 3h24 da manhã.

Buk - o amor é um cão dos diabos

4 comentários:

Anônimo disse...

Eu gosto muito, muito deste blog! Acesso sempre que posso, adoro Bukowski!
Ah, mas poderia postar mais! É tão viciante!

jbrfranca@gmail.com disse...

Farei o possível para postar coisas interessantes sobre o velho Buk Anônimo.
Obrigado.

Quênia Lalita disse...

o Hank se tornou um dos meus grandes ídolos nos últimos tempos. tudo o que eu faço tem um rastro dele, hahaha. ele escreveu coisas que todo mundo sente de alguma forma e em algum momento, mas nem todos conseguem admitir. adorei esse blog, já tá favoritado!

Quênia Lalita disse...

oh sim, e é uma pena eu ter encontrado o seu blog tão tarde e não poder baixar ainda hoje o born into this :/ não vejo a hora de fazer isso amanhã! :D