27 de dez de 2011

Noite de Natal


Noite de Natal, sozinho, num quarto de motel
junto à costa perto do Pacífico -
ouviu?

Eles tentaram fazer desse lugar algo espanhol, há
tapeçarias e lâmpadas, e o banheiro é limpo, há
minibarras de sabonete rosa.

Não nos encontrarão por aqui:
as piranhas ou as damas ou os adoradores
de ídolos.

Lá na cidade eles estão bêbados e em pânico
furando sinais vermelhos
arrebentando suas cabeças
em homenagem ao aniversário de
Cristo. isso é uma beleza.

Em breve terei terminado esta garrafa de
rum porto-riquenho.
pela manhã vomitarei e tomarei banho, voltarei para
casa, comerei um sanduíche à uma da tarde,
estarei no meu quarto por volta das duas,
estirado na cama, esperando o telefone tocar,
sem responder, meu feriado é uma
evasão, minha razão
não é.

BUK.

3 comentários:

Daniel disse...

Adoro as notas do velho bukowski postadas aqui! Parabéns!

Poeta da Paulista disse...

Curti muito o site.

Visite o meu, se puder, acho que vai gostar!

poetadapaulista.com.br

Abraços

Anônimo disse...

Olha só, rapaz... Gostei muito de tudo aqui. Mas alguns downloads dos livros do Bukowski não dão certo. Você tem algum outro link?