30 de nov de 2010

As filas

"Não suportava ajuntamentos perto de mim, e, acima de tudo, não tolerava entrar em fila comprida para esperar seja lá o que fosse. E é nisto que toda a sociedade está se transformando: em longas filas à espera de alguma coisa.
Tentei me matar com gás e não consegui. Mas tinha outro problema. Levantar da cama. Sempre tive ódio disso. Vivia afirmando: “as duas maiores invenções da humanidade foram a cama e a bomba atômica". Não saindo da primeira, a gente se salva, e, soltando a segunda, se acaba com tudo. Acharam que estava louco. Brincadeira de criança, é só disso que essa gente entende: brincadeira de criança – passam da placenta pro túmulo sem nem se abalar com esse horror que é a vida.”

Buk - Fabulário Geral do Delírio Cotidiano

4 comentários:

LIANA PAULUKA disse...

Só quero deixar claro de como amor esse blog.

jbrfranca@gmail.com disse...

Bem vinda Liana.

Flávio Antunes Soares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flávio Antunes Soares disse...
Este comentário foi removido pelo autor.